Na categoria do Sumô Lego, todos os robôs têm no mínimo três coisas em comum: possuem o objetivo de empurrar o adversário para fora do ringue, são autônomos e devem ser construídos exclusivamente com peças lego (dentro das limitações de tamanho e peso). Justamente por essa última característica, o Sumô Lego é a categoria mais dinâmica da competição, podendo o competidor alterar detalhes na montagem de seus robôs a qualquer momento.

Graças ao incentivo de amigos de outras equipes e uma cuidadosa análise financeira, a Equipe Phoenix adquiriu seu primeiro kit Midstorms em 2012 para participar desta competição por inovação e eficiência. Estreamos em 2013 com nosso primeiro robô, o Zeferino (em homenagem ao primeiro reitor da Unicamp, Zeferino Vaz), que pode ser facilmente reconhecido por sua gravata.

Em 2013, a equipe conseguiu adquirir mais um NXT, que deu vida à Zeferina, identificável por seu lacinho. Zefa, como é apelidada, surpreendeu seus adversários em sua estreia, conquistando primeiro lugar no pódio, graças a sua inovadora arma ativa. Nasce então, o casal Lego - Zeferino e Zeferina -  que veio logo mostrando a importância do trabalho em equipe: tornou-se possível realizar rounds internos e melhorar o desenvolvimento de cada robô analisando e utilizando os resultados. Desse modo, a Equipe Phoenix não demorou em se destacar na categoria.

Diante do crescimento e aperfeiçoamento da competição e frente ao novo desafio - Winter Challenge XII -, a equipe adquiriu em 2016 um EV3, que conferiu um novo membro à família. Zefinho, como foi chamado, combina a técnica de seus pais e já tem uma reputação a manter.

O maior desafio da equipe, atualmente, é manter-se referência em inovação na categoria que fica mais competitiva a cada competição.

Zeferina2 Zeferino2 Zeferina1 Zeferino1

 

 

      A última versão da Zeferina já havia se provado campeã, porém sabíamos que mais seria necessário se quiséssemos continuar com o pódio. Queríamos uma outra novidade para aplicar e, nessa busca, trouxemos uma nova tendência para competição. Baseado em outros tipos de sumô, trouxemos uma nova “arma” para o Sumô Lego. Zefa em sua nova versão contava com um bandeira, que teria uma utilidade semelhante à capa vermelha em uma tourada.

       A nova ferramente se mostrou bastante útil, mas percebemos que precisaríamos trabalhar bastante nela. Notamos que perdíamos potência de locomoção uma vez que precisávamos usar um motor para acioná-la e, além disso, a bandeira contava em parte com a gravidade, o que a deixou instável e culminou em seu suicídio.

       Apesar desses contratempos, Zeferina ainda alcançou o 9º lugar no Winter Challenge XI (2105) e marcou presença com sua novidade, que passou a ser adotada por alguns competidores.

ZeferinaR4

      Da necessidade da equipe de ter mais um robô para testar um contra o outro, Zeferina veio a vida para ser referência em inovação. Queríamos sair da tradicional “caixa” adotada pelos robôs da categoria, que utilizavam de paredão ou rampa para empurrar o adversário. Passamos a pesquisar competições internacionais e decidimos por tentar uma “arma ativa” que estava sendo utilizada no exterior. Adotamos uma roda frontal - que, mais tarde notamos, tornou-se uma tendência revolucionária na competição - que rotaciona no sentido de tentar tombar o adversário.

       Conseguimos uma montagem com base em princípios da física que se mostrou eficiente a tal ponto quw, com a ajuda de algumas melhorias feitas durante a competição para aumentar sua área de contato, levou Zeferina ao primeiro lugar do pódio em sua estreia, no Winter Chellenge X (2014).

ZeferinaR1

      Nesta nova versão, decidimos que deveríamos tentar aumentar a potência de locomoção, para que pudéssemos empurrar com mais facilidade, mantendo-se a roda frontal. Dado o peso dos motores extras, tivemos que retirar a bandeira de sua versão anterior.

      Apesar de uma montagem relativamente mais simples, ela foi feita de maneira a ser eficiente. Junto com algumas melhorias na programação, Zeferina conseguiu segundo lugar no pódio do Summer Challenge 3ª Edição (2015).

ZeferinaR5